Google+ Followers

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Sou Jeca com orgulho!



Recebi das mãos do meu amigo Joãozinho (Filho do Jeca Tatu) o filme “Legal, Paca”. Aos oito anos de idade (1988) fui conferir a estréia desta produção acompanhado por minha avó, Sebastiana, na antiga Casa de Cultura de Rolândia. Legal Paca” foi produzido por Rolândia Produções Cinematográficas, empresa criada para a realização da obra. 

Na trilha sonora, constam músicas e participações das famosas duplas sertanejas Preferido & Predileto e Teodoro & Sampaio. O filme é uma comédia (com fundo dramático), pois retrata a erradicação do café e o colapso da Cultura Rural no Norte do Paraná.

Ao rever o filme fiquei emocionado. Na estória um fazendeiro idoso perde seu único filho e, desanimado, decide vender suas terras. O novo proprietário quer derrubar o cafezal para plantar soja. Tal atitude irá gerar o desemprego de centenas de pessoas. A partir daí, Jeca Tatu passa a mobilizar os colonos, políticos e a imprensa...

Infelizmente a “Civilização dos Cafezais” com sua cultura, dialeto, música e modo de vida sucumbiu diante do implacável agro-business. O êxodo rural inchou as cidades da região. Hoje os descendentes dos 'Jecas' perderam a ligação com seu passado e cultura. Cobiçam um lugar na “Civilização do Consumo” onde ‘tudo é vaidade e vento que passa!’

Também sou um pouco Jeca Tatu: Minha Família se enraizou nesta terra pelos Cafezais. Fomos colonos no interior de São Paulo e sitiantes em Rolândia. Aprecio música sertaneja de raiz, cigarro de palha, frutas do mato, banhos de cascata e a vida rural... Meus finais de semana são dedicados a lidar com esta Abençoada Terra Vermelha!!!

Por fim, o massacre da zona rural em Rolândia continua... Hoje a política governamental de industrialização (a qualquer preço) é a nova ameaça à produção e vida no campo! A questão do chumbo está na ordem do dia. Devemos valorizar nossa vocação agrícola, investindo na produção Orgânica, na Agroindústria e no Turismo Rural. São maneiras viáveis de frearmos a violenta explosão urbana, gerando mais renda e empregos saudáveis!

Nenhum comentário:

Postar um comentário