Google+ Followers

sábado, 27 de agosto de 2011

Plano de Arborização ou devastação?


Diante do horrendo Holocausto Vegetal em Rolândia, o Ministério Público exigiu que a Secretaria de Meio Ambiente seguisse o Código Ambiental do Município. Contudo, os fatos demonstram que a Secretaria não conhece (ou não entende) o espírito desta importante Lei! Em pouco mais de dois anos, um número incalculável de árvores sadias, sobretudo Sibipirunas (madeira de Lei nativa da Mata Atlântica) foram incineradas em Caldeiras e Fornos de carvão. Destaca-se que há um Inquérito Policial sobre estes fatos. Recentemente, diante de Recomendação Administrativa do Ministério Público, a "turma da motosserra" apresentou um "Plano de Arborização". Em nossa opinião, trata-se de uma tentativa de tapar o sol com a peneira, senão vejamos: 1) Não foi realizado diagnóstico e cadastramento das Árvores Públicas do Município; 2) Tal diagnóstico deveria ser elaborado por equipe multidisciplinar integrada por Engenheiro Florestal e Biólogo, no mínimo; 3)  O Plano deve privilegiar o plantio de espécies nativas de nosso Bioma; 4) Deve ainda conter um Capítulo destinado à penalização dos Infratores; 5) Para tanto, a Municipalidade deve criar e prover (através de Concurso Público) um cargo de Analista Ambiental a ser ocupado por diplomados em Biologia ou Engenharia Florestal; 6) Por fim, há que se criar um cargo de Fiscal Ambiental (em nível técnico ou superior) para uma melhor execução da Legislação Ambiental! Enquanto tais medidas não forem tomadas (ou os atuais gestores substituídos) nada mudará...

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Sobre os Ribeirões Ema, Jaú e Cafezal...


Fato pacífico, a água é fundamental para o desenvolvimento social e econômico. Nosso Projeto de Lei que pretende criar as Áreas de Proteção Ambiental (APAs) das Bacias dos Ribeirões Ema, Jaú e Cafezal (mananciais de abastecimento de Rolândia e Londrina) encontra-se há mais de 06 (seis) anos engavetado na Câmara Municipal. O COMDEMA já emitiu parecer favorável ao referido Projeto de Lei que, posteriormente, foi encampado pelo Vereador Danilson. À época, disponibilizei ao Legislativo, cópias de minha Monografia de conclusão do curso de Direito na UEL, com o intuito de facilitar o trabalho das Comissões. Devido à ausência de Legislação preservacionista específica, vários crimes ambientais ocorrem nas referidas Bacias – prejudicando a água servida à população. Se tal Projeto fosse aprovado, a implantação de uma industria de chumbo no entorno das APAs estaria fora de cogitação! Desde a edição da Política Nacional do Meio Ambiente, vários Municípios vêm criando e implantando APAs como forma de ordenar as atividades produtivas em consonância com a finalidade de conservação e recuperação ecológica. Não há como negar a importância das APAs, em prol de um estágio de desenvolvimento socioeconômico sadio e harmonioso! Ademais, nosso Projeto de Lei não estabelece nenhuma exigência (em termos de reflorestamento e controle da atividade agrícola) que já não estejam previstos no ordenamento jurídico nacional. O único ponto que vêm gerando dúvidas, é a instituição de uma faixa non aedificandi de proteção às nascentes e mananciais.  Ora, o objetivo do dispositivo é proibir, somente, futuras edificações! Não há motivo para polêmica ou enfrentamento...

sábado, 20 de agosto de 2011

A Natureza responde e ensina...

A AMPA Refúgio Peroba Rosa.

Vejam, meus Caros Amigos, os Milagres que uma conexão maior com o Reino Vegetal pode realizar: Derramei milhares de gotas de suor e Bençãos sobre esta Terra, seus Vegetais, Animais e Humanos e, em apenas três anos, a Mãe Natureza já emite sua fantástica Exuberância Sagrada! Bendito sejas Tu, Eterno, nosso Deus, Rei do Universo, que criaste todos os Animais e Plantas do Mundo!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Por que vocês deixaram Rolândia?


Estátua Roland por Sigfried Appel.
 Rolandense emigrado:
Sua ausência aqui -
faz uma falta tremenda!

Tiveste que deixar o coração,

e, atrás da realização pessoal,
foste procurar a sorte
longe do lugar de suas raízes!

Rolândia perdeu o teu talento,

perdeu o “Hotel Rolândia”
seu marco inicial!

O símbolo de Rolândia -

a Estátua Roland, ainda resiste!
Sua mensagem,
de autonomia e coragem,
obscurece debaixo da fuligem!

A fúria implacável do imediatismo -
Não respeita:
História, patrimônio, gente, planta,
nem animal!

Em nome do "progresso"

somos guiados pelo consumismo.
Cresce a montanha de lixo,
cresce a indiferença!

Rolândia é noticiada pela violência,
 
pela falta de perspectivas,
pela falta de mão de obra qualificada,
pela falta de política clara,
pela falta de liderança,
pela falta de idéias...

E sua falta?

Porque você foi embora?

Já está na hora de você voltar!

Reconhecer suas raízes!
Mudar este quadro!

Sua habilidade e seu saber,

poderiam ser a base
de uma Rolândia com oportunidades!

De uma Rolândia com identidade,
 investindo em seus filhos que -
 sem ter de deixar o coração para trás,
poderão aqui crescer e se realizar!

( Daniel Steidle, 16 de Agosto de 2011)

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Cruz de Pedra em São Rafael

A nova cruz de pedra;
São Rafael é um tradicional ponto histórico, cultural e turístico de Rolândia.  Sua fundação ocorreu nos primórdios da Colonização Norte Paranaense, em 1939. Na localidade, há uma bela Capela Católica, de arquitetura germânica, construída com rochas de basalto.  Por sua vez,  o belíssimo Cemitério mescla os conceitos de Jardim e Bosque. Recentemente, o Servidor João de Souza,  responsável pelo Cemitério, substituíu a velha cruz de Peroba Rosa por uma nova, em alvenaria e lascas de basalto. Os materiais foram adquiridos pela Municipalidade. As construções com pedra são um símbolo da localidade: A estrada, igreja, muros, túmulos e a nova cruz são um referencial germânico, único no Norte do Paraná!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Criança: Ser paparicado ou ser social?

Thomas e Benjamin: Seres Sociais!
Enquanto os meios de comunicação apontam que o consumismo coloca o planeta em risco, transformamos nossas crianças em consumidores vorazes com excesso de TV, computador, guloseimas e presentes. Nossas crianças não estão sendo adequadamente preparadas para participar da sociedade. A teoria não substitui uma participação ativa e consciente. Parabéns aos pais que permitiram que seus filhos participassem dos preparativos e desfile “fantasia do cidadão” que ocorreu em Rolândia no último dia 06. (Vovó Ruth)

Domínio Público

Pico Agudo - Norte do Paraná;
Todo trabalho intelectual e de pesquisa contido em Arquivos (des)conexos é de domínio público. Trata-se de uma contribuição à nossa Comunidade. Não obtivemos resultados monetários sobre palavras e imagens publicadas. Isto indica que os materiais podem ser reproduzidos sem ônus financeiros, resguardados os de cunho intelectual e artístico. Isto, em consonância com Irving Bunim, (Ética do Sinai, Ensinamentos dos Sábios do Talmud, p. 480): "O verdadeiro erudito nunca usurpa os ensinamentos de outro, nem os apresenta como próprios; Apresentar o pensamento de outro como se fosse seu é mais que roubar a estima e admiração imerecidamente, pois despoja o verdadeiro autor de seu crédito". 

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

"Heterônimos" foram às ruas...

Rodrigo Stutz;

Na fantasia o brasileiro é campeão mundial... Mas, porque só no carnaval? Se Zorro, Mulher Maravilha, Homem Aranha, Super-Homem, Batman... usam  fantasia e combatem, no anonimato, as injustiças, deduzimos que a Fantasia, resguarda quem quer agir contra a tirania! No último Sábado, 06 de agosto de 2011, dezessete “heterônimos” fantasiados, acompanhados por  muitos olhares, sorrisos e aplausos desfilaram pelo centro de Rolândia,  Norte do Paraná, levando com  humor e criatividade, mensagens de paz, transparência, civismo, justiça, democracia, consciência ambiental e política... Sem dúvida, tais "heterônimos" plantaram uma semente no coração de cada cidadão de Rolândia... A Rede Paranaense de Televisão , afiliada da Rede Globo, cobriu o evento.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Esmola com chapéu alheio...


O setor de marketing da "administração" é versado em apropriar-se dos méritos da Comunidade Rolandense. Fato público, nossos Agricultores plantaram dezenas de milhares de árvores nativas em APPs e Reservas Legais. Méritos, também, ao IAP - Instituto Ambiental do Paraná que mantém Convênio com o Viveiro Municipal e ao Ministério Público que têm cobrado de nossos Produtores, à adequação à Lei.  Agora, a mídia oficial noticia que Rolândia foi campeã Paranaense em abertura de novas empresas, com expressivo aumento do número de empregos... Parabéns aos empreendedores de nossa cidade!

Factóides!


Não tendo por onde responder as indagações, afirmativas e pleitos de Arquivos (des)conexos, nossos adversários estão recorrendo ao emprego de velhos factóides totalmente infundados. Isto se dá através de pseudônimos de índole destrutiva, baixo nível moral e também teórico. Tais manifestações desesperadas não merecem resposta, pois a Verdade não pode ser distorcida. Um debate limpo que enfrente questões públicas, é o que a Comunidade deseja!

Sobre a qualidade do ar...


Os seres humanos mais sensíveis têm percebido uma piora gradativa da qualidade do ar em Rolândia. Sem dúvida, o aumento expressivo dos veículos em circulação acentuou o problema. Contudo, o número incalculável de árvores sadias abatidas pela "administração" Joni Lehmann é outro fator agravante. Estamos abaixo dos padrões exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em termos de áreas verdes urbanas. Se não bastassem estes péssimos fatores, eis que surge uma bizarra proposta de redução das Faixas de Preservação de Fundos de Vale. Infelizmente, a "administração" e alguns integrantes de nossa Comunidade deixaram de enxergar, na grande beleza e utilidade da Natureza, sua maravilha e mistério, a mão do Criador, o Senhor do Universo!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Joni ameaça nossas Florestas!

Deixem os Fundos de Vale em Paz!
Mais uma má notícia ambiental em Rolândia: Um projeto da “administração” Johnny Lehmann pretende reduzir a faixa de preservação de Fundos de Vale prevista no Plano Diretor. A proposta foi apresentada hoje, na reunião do COMDEMA. A administração alega que a faixa  “inviabiliza” a abertura de novos loteamentos. Mentira e má-fé! A Lei existe há mais de uma década e não inviabilizou um único loteamento sequer. Prova disso são os vultosos lucros das imobiliárias locais! Felizmente, a iniciativa não agradou o COMDEMA. Os Fundos de Vale são áreas importantes, destinadas à preservação dos recursos hídricos, paisagem, estabilidade geológica, biodiversidade, fluxo gênico, proteção do solo, além de assegurar o bem estar das populações. 1)- ASPECTOS GEOLÓGICOS: Os fundos de vales são áreas impróprias para ocupação humana, com afloramentos de nascentes d’água; Possuem topografia acentuada com ocorrência de afloramentos rochosos; São áreas propensas à alagamentos e processos erosivos; 2)- ASPECTOS AMBIENTAIS: Os Fundos de Vale são áreas fundamentais para a manutenção da qualidade das águas, dos maciços florestais, das interações genéticas entre fauna e flora e do micro-clima, propiciando temperaturas médias mais amenas, devido ao processo de evapo-transpiração das Florestas;  3)- ASPECTOS INFRA-ESTRUTURAIS: Os Fundos de Vale são áreas importantes para a Administração Pública: Abrigam os emissários da rede de drenagem de águas pluviais e lagoas de acumulação e amortecimento; Abrigam os coletores da rede pública de esgotos; São fundamentais para o controle e eliminação de processos erosivos;  São locais ideais para obras de travessias dos cursos d’água; Podem abrigar equipamentos de infra-estrutura destinados ao lazer e à recreação da população; Cabe ressaltar, por fim, que o Plano Diretor  foi fruto de uma decisão democrática de nossa comunidade! Audiências públicas foram convocadas e o POVO escolheu um padrão de desenvolvimento a ser seguido! Não podemos abrir mão dessa conquista!!!

Nacional e Londrina nas semifinais!

O clássico pé-vermelho vale uma vaga na Final.
O Foz do Iguaçu F.C. perdeu seis pontos em função da escalação irregular do lateral Alisson na partida contra o Sport/Campo Mourão. O atleta deveria cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. A sentença foi proferida na última segunda feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná. O clube da fronteira promete recorrer, segundo o site Futebol Paranaense. Com a perda dos pontos, o Foz foi ultrapassado pelo Nacional Atlético Clube na classificação geral. Desta forma, o NAC será o adversário do Londrina na fase decisiva, enquanto o Toledo enfrentará o Grêmio Metropolitano Maringá. Nesta terça-feira (2), a Federação Paranaense de Futebol (FPF) será comunicada da decisão do TJD e deverá tomar as providências cabíveis, segundo o Bonde. Será um tradicional clássico do interior apimentado por uma semifinal do Paranaense! Um jogo histórico! Avante e Sempre, NAC: Tradição desde 1947! 

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Um Socialismo plausível...

Os Kibutzim fizeram o Deserto Florescer...
O Socialismo pela coerção está fadado ao fracasso, sentenciam nossos Sábios. Só há uma experiência de Socialismo plausível em curso na História Humana: Os Kibutzim, no Estado Democrático de Israrel. Kibutz קיבוץ; plural: Kibutzim: קיבוצים, "reunião" é uma forma de vida comunitária. Contudo, em Israel, a opção pela vida coletiva se dá em nível pessoal. Não há coerção pelo Estado. Combinando os princípios do Socialismo e do Sionismo no Sionismo Trabalhista, os kibutzim são uma experiência única no mundo e parte de um dos maiores movimentos socialistas seculares da história. Os kibutzim forneceram à Israel muitos seus líderes intelectuais e políticos: Amoz Oz, Aharon Appelfeld, David Ben Gurion, Golda Meir e muitos outros. Apesar dos kibutzim nunca terem excedido 7% da população total  de Israel, eles contribuíram  decisivamente para cunhar a identidade cultural do país. O espiritualismo dos pioneiros do movimento foram articulados por sionistas como Berl Katznelson, que disse, "onde quer que o trabalhador judeu vai, a divina presença vai com ele." (Segev, 55). Os membros do Kibutz não eram marxistas ortodoxos. Marxistas não acreditavam em nações. Marxistas tradicionais eram hostis ao sionismo, mesmo em suas manifestações pró-comunistas. Em sequência ao Complô dos médicos e a denúncia de 1956 das atrocidades de Stalin por Khrushechev em seu Discurso Secreto, muitos dos marxistas dos Kibutzim rejeitaram o comunismo. Contudo, ainda hoje os Kibutzim são um foco da resistência de esquerda em Israel. Ainda que os próprios kibutzniks tenham praticado o comunismo, eles não acreditam que o mesmo funcionaria para todas as pessoas. Amóz Oz, em  visita ao Brasil, declarou que não acredita no Socialismo de Estado, mas sim na experiência dos Kibutzim. Os Líderes dos Kibutzim nunca pregaram a abolição da propriedade privada. Os Kibbutzniks acreditam no Processo Democrático e nunca pregaram a ditadura do proletariado! Um Socialismo plausível!