Google+ Followers

quarta-feira, 25 de março de 2015

Aqui quem fala é John Galt!

Por Kleber Men* 

Pois é, brasileiros. A vida parece que deu uma boa guinada neste início de ano. Estas palavras são para vocês que, por meio do seu duplo código moral de conduta, condena o empresário que ganha seu dinheiro honesto, mas louva aqueles que apenas conseguiram subir na vida em troca de favores do governo.

Pois bem, você que bateu no peito anos atrás, se sentindo orgulhoso que o Brasil esbanjava dinheiro em meio a uma grave crise mundial (enquanto outros países cortavam gastos e poupavam), saiba que a conta desta irresponsabilidade chegou.

Não venha com a desculpa de que você não se mete com política. Precisamos escolher um dos lados, sempre. Aquilo que é bom ou aquilo que é mal deve sempre estar bem definido em nossas mentes. Sua covardia tem um alto preço.

A você que sentia orgasmos quando eram proferidas palavras que visavam dividir nossa sociedade, agora ficará unido na mesma miséria. Tanto a miséria material, quanto a miséria moral que é algo impregnado em sua vida.

Você que sempre defendeu o “bem-estar público”, saiba que o “bem-estar público” é para aquele que não merece, pois o que merece não precisa! Muito menos de que o Estado diga a ele o que é bom ou mal. Você que sempre viu virtudes na pregação desses ideais, saiba que o futuro será de privação total.

Você que até agora se sentia privilegiado, saiba que os tempos mudaram. Você que achava que tirar dos ricos e dar aos pobres é sinal de promover a igualdade, saiba que aqueles que sempre os induziram a pensar desta forma, sempre se acharam mais iguais do que os outros.

A você que gritava que a Petrobrás era nossa, sob o seu consentimento, tal empresa foi tomada pela maior quadrilha da nossa história. A você que acha que a culpa está no Estado, mas sempre pede mais Estado, saiba que o que você mais aspirava chegou: Esteja feliz em seu mar de lama!

A você que viu o sonho da casa própria realizado pelo “Minha Casa, minha vida”, ou que enriqueceu explorando este nicho de mercado financiado com o dinheiro alheio, confiscado do salário dos que trabalham, saiba que sua conivência e condescendência custará o futuro de gerações inteiras, que ficaram por muitos anos pagando por esta farra feita com o dinheiro da poupança de nossos netos.

A você que comprou geladeira, televisão, computadores, micro-ondas, ar-condicionado, tudo subsidiado pelo dinheiro saqueado do bolso dos trabalhadores e empresários, saiba que estamos na iminência de não haver energia suficiente para o funcionamento desses aparelhos. Inclusive, muitos deixarão eles desligados em virtude do grande custo para mantê-los ligados. Lembra-se do "descontão" na conta de energia elétrica? Pois é...

Aos mestres que assistiam o governo se posicionar favoravelmente a países onde reina a morte, a violência institucional, países onde os direitos fundamentais de vida, liberdade e propriedade são violados, saiba que você pensa e age como um verme! Saiba que o padrão moral de pessoas como você, está sempre vinculado ao padrão dos marginais que estão assaltando nossa República agora!

*Kleber Men é Graduado em História pela UEM-PR, especialista em Docência no Ensino Superior (UNICESUMAR) e Mestre em História pela UEM-PR. Autor de vários livros destinados ao Ensino Superior, além de professor atualmente da educação básica e superior. Texto adaptado por Paulo Augusto Farina para publicação em Manchete do Povo, edição nº 170, p. 12.

Nenhum comentário:

Postar um comentário