Google+ Followers

sexta-feira, 20 de março de 2015

A culpa era da "elite" judaica?


Adolf Hitler conquistou o poder na Alemanha com base em um discurso de ódio e intolerância, promovendo a divisão racial e de classes. Suas frases prediletas eram: É culpa da elite judaica! Precisamos acabar com o capitalismo semita para construir o nacional socialismo dos trabalhadores... Pois é: Com estas e outras abordagens, Hitler ganhou, através de eleições e plebiscitos, poderes absolutos para combater as supostas diferenças "malignas". Poucos imaginavam onde chegariam as atrocidades que o nazismo cometeria em nome da "igualdade" e do "bem comum" do Povo Alemão. A mesma história se repetiu na União Soviética e sua cortina de ferro, China, Coréia do Norte, Camboja, Cuba, Venezuela, etc. A história está repleta de maus exemplos. A lição é simples: Tome cuidado todas as vezes que você ouvir: É culpa da elite branca e demais absurdos do tipo! Esta estratégia de incitação ao ódio entre classes e raças visa dividir para dominar e assim subverter a ordem democrática. O fim desta política é o totalitarismo conforme lecionou o Nobel de Economia, F. Hayek, em O Caminho da Servidão! 

Um comentário:

  1. Dividir para reinar é um método antigo, que dá excelentes resultados no curto prazo. Entretanto, a sociedade brasileira acordou. Estamos percebendo como o PT vem colhendo frutos de sua própria incompetência e insanidade.

    ResponderExcluir