Google+ Followers

terça-feira, 14 de abril de 2015

O ressentimento maligno...


Esquerdistas aceitam qualquer coisa, exceto um homem que assuma uma posição independente. Eles o reconhecem imediatamente, por instinto. Há um tipo especial e traiçoeiro de ódio por ele. Eles perdoam criminosos. Admiram ditadores. Crime e violência representam um vínculo, uma forma de mútua dependência. Eles precisam de vínculos. Têm de impor suas personalidades insignificantes e miseráveis a cada pessoa que conhecem. O homem independente os destrói, porque eles não existem dentro dele e essa é única forma de existência que conhecem. Esquerdistas nutrem um ressentimento maligno contra qualquer homem independente ou ideia que pressuponha independência. (Ayn Rand, A Nascente, Volume II, p. 251).

Nenhum comentário:

Postar um comentário