Google+ Followers

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Duas notas sobre o BREXIT...


BREXIT: Quanto maior o estado maiores serão as distorções provocadas na economia seja por meio de subsídios, impostos, protecionismo, burocracia, regulamentações, corrupção, etc... Neste sentido, Mises.org publicou uma brilhante análise sobre a polêmica saída do Reino Unido da União Européia. Quem leu o Artigo percebeu que, infelizmente, a UE vêm abandonando sua visão original (Liberal Clássica e Cristã) rumo a um estatismo centralizador e burocrático que vêm destruindo a autonomia dos estados membros e a Liberdade dos cidadãos.

LIBERALISMO: Sobre este tema, registre-se que o Liberalismo não conhece nenhuma subjugação, nenhuma anexação; assim como ele é indiferente ao próprio estado, o problema do tamanho do estado também lhe é indiferente. O Liberalismo não obriga ninguém a se manter contra a sua vontade dentro da estrutura do estado. Quando uma fatia da população quiser deixar de pertencer a uma união, o Liberalismo não irá impedi-la de consumar tal propósito. Colônias, cidades ou distritos que quiserem se tornar independentes estão livres para fazê-lo. Uma nação é uma entidade orgânica e, como tal, não pode ser nem aumentada nem reduzida por mudanças na formação de seus estados; O mundo como um todo não é prejudicado por esse novo arranjo. (Ludwig Edler Von Mises: Nação, Estado e Economia, pp. 39, 40).

Nenhum comentário:

Postar um comentário