Google+ Followers

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Homossexualismo em Cuba!


O Movimento Gay da Bahia, (mais antiga ONG homossexual da América Latina) exige que o ditador marxista Fidel Castro (aliado de Lula, Dilma, PSOL & Cia) reconheça e peça perdão, pelos graves crimes cometidos pela revolução socialista que perseguiu, torturou, matou e enviou para campos de concentração milhares de gays e lésbicas em Cuba. Registre-se ainda que os homossexuais não tiveram melhor sorte na URSS, Camboja, China maoista, Coréia do Norte, Vietnã, Leste Europeu, etc... Só não consigo entender como amplos setores do movimento gay brasileiro conseguem fechar os olhos para tais fatos históricos e pior: Apoiar tais regimes e ideologias! Seria má-fé, ignorância ou masoquismo? Para Dawn Stefanowicz (criada por homossexuais e integrante do Comitê Internacional de Direito Infantil) a meta final para muitos ativistas do movimento LGBT é um poder centralizado estatal e o fim das liberdades previstas nas modernas constituições ocidentais. 

Um comentário:

  1. Acabei de ler um Artigo em Mídia Sem Máscara muito interessante de Dawn Stefanowicz, autora e palestrante internacional, integrante do Comitê Internacional de Direito Infantil. Ela foi criada por pais homossexuais e afirma categoricamente que a meta final para muitos ativistas do movimento LGBT envolve um poder centralizado estatal - e o fim das liberdades previstas nas Constituições Modernas. Sobre o impacto da paternidade homossexual, acesse: http://www.dawnstefanowicz.org.

    ResponderExcluir